Em São Miguel moram as grandes lagoas dos Açores, alojadas em caldeiras vulcânicas de dimensões quilométricas. São Miguel é a ilha com mais vulcões ativos, nomeadamente o vulcão das Sete Cidades, o sistema vulcânico fissural dos Picos e do Congro, o vulcão de Água do Pau (Fogo) e o vulcão das Furnas.

 

 

A Lagoa das Sete Cidades, situada na maravilhosa Ilha de São Miguel, é um dos mais famosos locais do Arquipélago dos Açores, e uma vez observada entende-se o porquê.

 

Este é o maior lago de água doce dos Açores, situado nas crateras vulcânicas que formam a Ilha, sendo constituído por duas lagoas (a Lagoa Verde e a Lagoa Azul) que aqui promovem um cenário de beleza extrema e indescritível, e uma das imagens simbólicas de todo o Arquipélago, classificada como Paisagem Protegida da Rede Natura 2000. A Lagoa, cuja profundidade máxima atinge os 33 metros, e o comprimento máximo de 4,2 quilómetros, está rodeada de verdejantes campos de cultivo, emoldurada por belíssimas encostas escarpadas que lhe conferem um ambiente bucólico e idílico sem igual. Associada a tão belo local estão algumas lendas, sendo a mais famosa a da Princesa dos olhos azuis. 

O encanto prossegue na Lagoa do Fogo, que demonstra um carácter mais selvagem.

 

Lagoa do Fogo é a segunda maior Lagoa da Ilha de São Miguel, e também a mais alta, classificada desde 1974 como Reserva Natural, tal o seu valor natural e paisagístico.

Ocupando cerca de 1360 hectares, na caldeira de um vulcão adormecido que se terá formado há cerca de 15.000 anos, dando forma ao grande maciço vulcânico da Serra de Água de Pau, a Lagoa do Fogo encanta pela sua beleza natural e dimensão fenomenal, chegando a atingir os 30 metros de profundidade. Vale a pena conhecer as belezas paisagísticas e naturais desta maravilha natural e da sua caldeira, onde as paredes chegam a atingir desníveis de 300 metros. Existem para o efeito deslumbrantes passeios pedestres, como o Trilho "Lombadas Lagoa do Fogo", onde se pode melhor observar a interessante fauna e flora características deste fenómeno geológico.

Esta localidade tem muito para oferecer, nomeadamente a lindíssima Lagoa das Furnas, o Vulcão das Furnas (um dos três vulcões centrais activos na Ilha de São Miguel), e as suas Caldeiras de onde brotam géisers de água a ferver, com as famosas lamas medicinais, uma Estação Termal ou mesmo o Parque Terra Nostra, um dos mais belos jardins do século XVIII.  O paradisíaco Vale das Furnas possui mesmo mais de vinte nascentes termais, e é atravessado por duas ribeiras, uma delas de água quente.

A Lagoa das Furnas apresenta paisagens de grande beleza e paz de espírito, sendo nas suas margens que se confecciona uma das mais famosas e apreciadas iguarias de todo o Arquipélago: o cozido (de carne ou bacalhau) das Furnas. Os tachos com o cozido, depois de bem fechados, são introduzidos no solo vulcânico que se apresenta a altas temperaturas, ficando a cozinhar durante horas nestas “cozinhas naturais”. Junto à Lagoa situa-se também a Ermida de Nossa Senhora das Vitórias, que encanta quem a contempla.

Fiadas de pequenos cones vulcânicos e extensões de terra verde ondulante que terminam abruptamente no azul do mar: é deste tipo de sensação que se alimenta a maioria dos miradouros de São Miguel. De onde por vezes avistam-se ilhotas a pontuar a costa, como no caso do magnífico Ilhéu da Vila que enquadra Vila Franca do Campo Islet. Ou do Ilhéu dos Mosteiros, glorioso ao pôr-do-sol e quando avistado da distante Ponta do Escalvado.

Situado a ocidente, no alto de uma rocha escarpada, o miradouro Escalvado oferece uma vista panorâmica sobre o mar e da costa oeste da ilha de S. Miguel.

Leia mais em: http://www.viajecomigo.com/2017/03/17/miradouro-escalvado-s-miguel-acores/

Situado a ocidente, no alto de uma rocha escarpada, o miradouro Escalvado oferece de uma vista panorâmica sobre o mar e da costa oeste da ilha de S. Miguel.

 

Deste Miradouro da Ponta do Escalvado avista-se a Ponta da Ferraria, os ilhéus dos Mosteiros, a Lomba Grande e a Lomba da Fonte e a localidade da Várzea. No miradouro, a cerca de 150 metros de altitude, consegue avistar Ferraria e a região dos Mosteiros. Diz-se que, em dias límpidos, consegue-se avistar um pouco a Ilha Terceira e o cume da montanha da Ilha do Pico.

A localização deste miradouro numa falésia piroclástica torna-o útil ao estudo deste mesmo o vulcânico dado que parte do terreno circundante ao miradouro se encontra a descoberto.

 

Ao lado do miradouro, vai ver uma pequena casinha branca, onde se situava a antiga casa de madeira, de vigia às baleias. O Miradouro do Escalvado foi, aliás, um local de grande importância na atividade baleeira, já que daqui se avistavam as baleias ao longe.

FLYTRI Inter-airline competition powered by Azores Airlines

Counting time till Ocean Lava Azores Islands Triathlon 2018

Follow us on Facebook

Torne-se fã no Facebook